Search


Psicologia Infantil: como funciona, dicas de livros

Conheça alguns dos vários aspectos positivos da psicologia infantil e entenda como funciona



É através da psicologia infantil que muitos dos problemas que têm origem na infância podem ser tratados a fim de evitar que as situações possam ficar mais preocupantes com o passar do tempo.



Afinal, a infância é uma fase muito importante na vida de um ser humano. Não à toa, a ciência já comprovou que muitas patologias da vida adulta guardam relação direta com fatos ocorridos na infância.

Cientes desse fato, resolvemos registrar aqui alguns conceitos importantes relacionados à psicologia infantil. Com isso, aqueles que se preocupam com a saúde das crianças poderão abrir seus olhos em relação a muitas situações que, às vezes, podem acarretar grandes problemas.

Para que serve a psicologia infantil?

A psiquê de um ser humano, assim como o seu corpo, vai sendo desenvolvida ao longo do tempo e, claro, é na infância que os “alicerces” dessa construção são preparados. No entanto, muitas vezes, por fatores genéticos ou por questões ambientais ou de relacionamento, essa construção pode ser mais difícil para certas crianças.

Essa dificuldade, por sua vez, acaba sendo notada em diversas situações e esferas da vida, como na dificuldade para aprender, nas inibições, no excesso de timidez, etc. E claro, diante desses indícios, o indicado é recorrer ao apoio de um profissional da área.

psicologia infantil

Assim, podemos concluir que a psicologia infantil serve como uma forma de ajudar a criança a resolver seus próprios problemas. Isto é, o profissional desse ramo se transforma em um orientador, alguém que possui todos os conhecimentos necessários para ajudar a criança a desenvolver sua psiquê ao longo do tempo, de uma forma equilibrada.

Como funciona?

Como ciência que é, a psicologia possui diversas formas de abordagem e, no caso do público infantil, sua atuação é moldada à idade da criança e a outros aspectos que podem reverberar nos resultados. Aliás, fica claro que as crianças não se expressam da forma que os adultos e, por esse motivo, o acompanhamento é feito com um grande caráter lúdico.

Além disso, uma profissional da área de psicologia infantil também realiza entrevistas com os pais a fim de colher informações sobre o comportamento das crianças, sobre o ambiente que a rodeia, etc. Enfim, de modo geral, uma terapia na área da psicologia infantil, faz uso de diversos elementos com o intuito de situar a criança em um ambiente de confiança. Com isso, ela poderá começar a se desenvolver de uma forma mais equilibrada.

Quando procurar um psicólogo para seu filho?

Um ponto muito importante no tratamento de uma criança é a participação dos pais. Nesse caso, é bom ressaltar que se faz necessário enxergar a psicologia infantil como mais um tratamento benéfico à criança, deixando de lado algumas visões preconceituosas que acabam, no fim das contas, prejudicando o pequenino.

Além do mais, os pais devem ficar atentos a alguns indícios comuns como tristeza excessiva, muito choro, mudanças de comportamento, distúrbios físicos, baixa imunidade, compulsões com comida, dificuldade em interagir com outras pessoas, agitação e muitos outros.

como funciona a psicologia infantil

(Foto: Clinidor)

Lembre-se que monitorar essas atitudes de perto e recorrer a um profissional o quanto antes é o mais indicado.

Dicas de livros sobre psicologia infantil

Para encerrar, separamos aqui alguns livros que poderão ser muito interessantes para aqueles que desejam se aprofundar no assunto da psicologia infantil. Confira a lista abaixo:

  • Os Patinhos Feios (Cyrulnik, Boris);
  • O Cérebro da Criança (Daniel J. Siegel, Tina Payne Bryson);
  • Como Superar os Medos e Preocupações (James J. Crist);
  • Como Falar Para Seu Filho Ouvir e Como Ouvir Para Seu Filho Falar (Adele Faber e Elaine Mazlish);
  • Longe da Árvore: Pais, Filhos e a Busca da Indentidade (Andrew Solomon).

Por fim, esperamos que todas as dicas e informações apresentadas aqui consigam lhe fazer observar a psicologia infantil com outros olhos. Lembre-se que “criar” uma criança é uma responsabilidade grande e, por esse motivo, estar atento a todas as formas de ajudar a criança a se desenvolver é uma obrigação.

Psicologia Infantil: como funciona, dicas de livros
Avalie esta matéria!






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*