Search

Alice no País das Maravilhas: resumo e história completa

Conheça as Aventuras de Alice no País das Maravilhas e as características principais dos personagens desse lindo conto infantil

Se você está em busca de um conto interessante, Alice no País das Maravilhas a história perfeita, pois reúne elementos que são divertidos e ao mesmo tempo prendem a atenção, tanto das crianças quanto dos adultos.

Isso porque, a história força a imaginação das pessoas em relação aos personagens e ao próprio País das Maravilhas, que é cheio de mistérios e novos acontecimentos, e que acaba sendo um bom passatempo.

Para que você trabalhe este conto com as crianças, iremos lhe explicar melhor, e contaremos a história completa, para que seja possível repassar e se divertir com elas.

Por isso, acompanhe a bela história da menina Alice e se encante novamente!

Personagens principais de Alice no País das Maravilhas

Além do próprio cenário da história, o que torna a história de Alice no País das Maravilhas tão interessante são os personagens, que trazem características e ações peculiares.

É importante conhecer bem cada uma deles, pois é isso que indica sua importância para o andamento do conto, por isso antes de conhecê-lo, vale ter mais informações sobre os principais.

alice no país das maravilhas

(Foto: concdecristina)

Vamos agora ver quem são eles:

  1. Alice

Alice é a personagem principal da história, e é dentro da cabecinha dela que tudo se passa, por essa razão o País das Maravilhas é repleto de características irreais.

É uma menina muito teimosa e com forte personalidade, o que a ajuda a vencer os desafios e chegar ao fim da história.

  1. Chapeleiro Maluco

O Chapeleiro Maluco é um personagem facilmente identificado, pois é ele que ajuda Alice a chegar onde deseja e a pensar nos enigmas de toda a história.

Sua personalidade é muito interessante, pois ao mesmo tempo em que parece maluco, suas ideias fazem sentido quando trazidas ao mundo real.

  1. Coelho Branco

O Coelho Branco é quem dá início a toda a história, e representa a vontade de Alice de sair explorando tudo, visto que é a partir do momento em que ele aparece que a menina deixa seus estudos para investigar.

  1. Lagarta

A lagarta ajuda Alice a enfrentar os desafios do início da história, por isso é muito importante, pois sem suas informações a menina ficaria perdida no País das Maravilhas.

  1. Gato risonho

Assim como a Lagarta, o Gato Risonho também ajuda Alice a achar o caminho certo, porém este é mais sarcástico, e faz a menina ter que pensar para decidir o que fazer, representando as escolhas que devem ser feitas na vida.

  1. Rainha

A Rainha é mandona e impiedosa, e na história faz com que Alice tenha que seguir suas ordens e veja que nem sempre aquilo que queremos faz realmente sentido, como era o caso das ordens da Rainha.

Veja também: História infantil Chapeuzinho Vermelho original para imprimir

Resumo da história 

Alice no País das Maravilhas é um conto que retrata a história de uma menina bastante teimosa e esperta, que em um belo dia avista um coelho branco correndo.

Por ter achado o animal curioso, Alice decide segui-lo e acaba adentrando o País das Maravilhas, um local muito diferente, e que não tem nada a ver com a realidade que está acostumada.

historia infantil alice no pais das maravilhas

(Foto: blahnikgirl)

Lá a menina passa por muitas aventuras, e tem momentos de diversão e confusão, precisando vencer desafios e enigmas para sair dali e voltar para casa.

Caso queira saber como Alice conseguiu se virar e sair da confusão, confira a história completa logo abaixo.

A história de Alice no País das Maravilhas  

Era uma vez uma menina loira de olhos azuis, chamada Alice, que todos os dias ia até o topo de uma colina com sua irmã mais velha para estudar e ler histórias.

Mas, Alice era bastante esperta e inquieta, então ficar parada ouvindo histórias já havia se tornado um tédio para ela, por isso sempre se distraía, tendo que ser repreendida por sua irmã.

Certo dia tudo seguia normal, até que um coelho branco vestindo um paletó passou pela menina correndo, e dizendo:

– Olha a hora, já estou atrasado…

Alice achou aquele coelho muito diferente, e então decidiu segui-lo, até que o mesmo decidiu adentrar uma toca, e como não era de desistir, a menina o seguiu.

Acontece que ao entrar na toca, Alice se deparou com uma portinha bem pequenina, onde não podia passar devido ao seu tamanho, então procurou por algo que pudesse lhe ajudar.

A menina avistou uma mesinha onde tinha um frasco com os dizeres “beba-me para ficar pequenininha”, e um baú com biscoitos escrito “coma-me para ficar grandinha”.

Como queria seguir o coelho, Alice bebeu do frasco e encolheu bastante, mas havia esquecido a chave, por isso teve que comer o bolo para crescer novamente.

Ocorre que Alice comeu demais, e acabou ficando muito grande, o que a fez chorar muito, inundando toda a toca.

A menina conseguiu pegar o frasco e bebeu, voltando ao tamanho pequenino, o que a ajudou a sair da toca, indo direto para o País das Maravilhas, que a deixou encantada.

Alice foi andando, até que encontrou uma lagarta, para quem perguntou sobre o coelho, e recebeu a resposta:

– Para poder seguir o coelho com esse tamanho não vai dar, então coma o lado esquerdo desse bolo para ficar maior, e o direito para diminuir.

Alice comeu o bolo do lado esquerdo e então voltou ao tamanho normal, então seguiu seu caminho, se despedindo da lagarta.

Mais à frente estava tendo um chá, e os participantes eram um Chapeleiro Maluco, uma lebre e um esquilo, que só sabiam brigar, mas ainda assim ofereceram uma xícara a ela.

Logo que terminou seguiu seu caminho, a mais a frente viu um gato bem risonho, que a disse:

– Será que o coelho foi para a esquerda ou para a direita? Oh, acho que ele entrou naquele arbusto.

Alice ouviu o conselho, mas não sabia que acabaria entrando dentro do palácio da Rainha de Copas, que comandava o País das Maravilhas.

Ao ver a menina, a Rainha ordenou que jogasse críquete com ela, e como era muito mandona e nervosa, Alice decidiu aceitar para não contrariá-la e acabar sofrendo consequências.

O que ninguém avisara é que era proibido ganhar da Rainha, e foi exatamente isso que Alice fez, o que enfureceu a majestade, que disse:

– Essa menina é muito petulante, corte-lhe a cabeça!

Ouvindo isso, e querendo ajudar, o Chapeleiro Maluco falou:

– Majestade, é preciso haver um tribunal antes da sentença.

A Rainha concordou, e então foram todos para o tribunal, mas o problema é que o juiz era um papagaio que repetia tudo que a Rainha dizia, então Alice protestou:

– Como posso ser absolvida se este juiz repete tudo o que quem me acusa diz?

Antes que o julgamento pudesse continuar, Alice ouviu uma voz dizendo:

– Ei, acorde, você dormiu de novo, Alice.

Alice despertou e notou que tudo aquilo era um sonho, e então viu que um coelho passava em sua frente, mas decidiu ir embora e não correr riscos de voltar ao País das Maravilhas!

Veja o vídeo infantil Alice no País das Maravilhas:

Conheça ainda: História Infantil Pequena: contos para ler e imprimir

Moral

Este é um conto que tem apenas o intuito de manter crianças entretidas, e não é um conto que possui uma moral.

De acordo com Antonio Peticov, artista plástico e estudioso de Carroll, esse conto é o primeiro que não tem uma lição de moral.

Lembre-se que o principal intuito desse belo conto de Alice no País das Maravilhas é o entretenimento e exercício da imaginação, então leia e divirta-se!

Avalie esse conteúdo!





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*