Soldadinho de Chumbo: história infantil emocionante

O Soldadinho de Chumbo é uma famosa história infantil. Um lindo conto de fadas, que foi escrito por Hans Christian Andersen, cuja primeira publicação se deu em 1838.

A história fala sobre um boneco que se apaixona por uma boneca bailarina. As crianças adoram, apesar de ter um fim bem trágico.

Um conto divertido e comovente, que traz muitos ensinamentos para as crianças. Ideal para ler para os pequenos na escola ou antes de dormir.

o soldadinho de chumbo

Confira abaixo a famosa história do Soldadinho de Chumbo e se encante também.

História O Soldadinho de Chumbo resumida

A história O Soldadinho de Chumbo conta a saga de um soldadinho de uma perna só, que se apaixona por uma bailarina de papel e sonha em se casar com ela.

Alice no País das Maravilhas: resumo e história completa

historia infantil soldadinho de chumbo
(Foto: Etapa Infantil)

No decorrer da história ele enfrenta diversas situações difíceis e aventuras depois de se perder do seu dono e dos seus 24 irmãos.

Ele consegue voltar para casa e para perto da sua amada. Mas, no fim, após ser jogada na lareira pelo vento, a bailarina é consumida por uma labareda de fogo.

Como não saberia viver sem ao menos olhar para a sua amada, o Soldadinho de Chumbo também se derrete na lareira.

História O Soldadinho de Chumbo completa

Confira agora a história do Soldadinho de Chumbo completa:

Em uma loja de brinquedos, havia uma caixa contendo 25 soldadinhos de chumbo. Todos haviam sido feitos com o mesmo molde. E, por isso, eles eram todos idênticos.

História Infantil Pequena: contos para ler e imprimir

resumo de o soldadinho de chumbo
(Foto: Tu Cuento Favorito)

Menos um deles, que só tinha uma perna, pois o chumbo não foi suficiente para fazê-lo completo, como os demais. Mas esse soldadinho conseguia ficar em pé somente com uma perna facilmente.

Em um belo dia, a caixa com os soldadinhos foi dada a um garotinho como presente de aniversário. E ele adorou o presente.

O garoto então colocou todos os soldadinhos enfileirados na mesa, bem ao lado dos seus outros brinquedos. O soldado de chumbo de uma perna só era o último da fila.

Havia também um belo castelo de papelão, um lago de pedaço de espelho e um bosque com árvores bem verdes. Na porta do castelo, estava uma linda bailarina, também feita de papel.

Como a bailarina ficava com os braços erguidos e com uma das pernas bem dobrada para trás, dava a impressão de que ela só tinha uma perna.

O Soldadinho de Chumbo, assim que viu aquela linda bailarina, se apaixonou por ela. E ficou imaginando que ela também só tinha uma das pernas, assim como ele. Mas o soldadinho ficava imaginando que aquela linda bailarina não iria querer tê-lo como marido.

Antes de se deitar, o menino guardou todos os soldados na caixa novamente, menos o soldadinho perneta, que caiu atrás de uma cigarreira.

Quando o relógio soou meia noite, começou uma enorme bagunça dos brinquedos, que se animaram para brincar. Os soldados da caixa ficaram loucos para sair, mas estavam presos.

E, nesse momento, a bailarina e o Soldadinho de Chumbo não saíram de seus lugares. Ele queria ao menos ser amigo dela.

Um homenzinho com a cara de mau sai da cigarreira. Nesse momento, todos os brinquedos ficaram assustados e pararam de brincar. Esse geniozinho mau encarado olhou para o soldadinho e perguntou quem ele era.

Mas o Soldadinho de Chumbo fingiu não ouvir e continuou olhando para a sua amada. O homenzinho não gostou e prometeu se vingar.

No dia seguinte, o garotinho pegou a caixa com os outros soldadinhos de chumbo e também o que havia caído, e os colocou próximos da janela. Mas a janela se abriu e veio um forte vento, e derrubou o Soldadinho de Chumbo na rua, pois ele era o último da fila novamente.

O garoto tentou encontra-lo na rua, mas não conseguiu. E também não se importou, pois tinha mais 24 soldadinhos, e todos eles tinham as duas pernas.

Depois disso, caiu uma forte chuva. Depois que ela passou, dois meninos encontraram o Soldadinho de Chumbo  mas, como não tinham o restante para completar, resolveram colocar apenas aquele em um barquinho de folha de papel, para que ele desse a volta ao mundo.

Depois de algumas aventuras no esgoto, o Soldadinho de Chumbo foi parar na barriga de um peixe que, por coincidência, foi comprado pela cozinheira da casa do garoto que era o dono dos soldadinhos.

O menino ficou muito feliz em ver o soldadinho novamente. E ele ficou mais feliz ainda em rever a bailarina também. Ele queria contar toda a sua aventura para a sua amada, para impressioná-la. Talvez ela até aceitaria se casar com ele.

O Soldadinho de Chumbo olhou novamente para a bailarina, que retribuiu com um silêncio e com tristeza no olhar. Nessa hora, a porta se abriu de forma brusca, e um vento forte fez com que a bailarina de papel caísse bem na lareira, próximo ao Soldadinho de Chumbo apaixonado.

Com apenas uma labareda de fogo, ela se dissolveu por completo. Por conta dessa tristeza, o Soldadinho se jogou no fogo.

Quando a arrumadeira foi limpar a lareira, no dia seguinte, em meio às cinzas, encontrou um coração de chumbo, que foi a única coisa que restou dele. E, da bailarina, havia uma pequenina pedra azul que estava em sua tiara.

Moral da história do Soldadinho de Chumbo

A moral da história do Soldadinho de Chumbo está em nos mostrar que, mesmo diante das dificuldades, não devemos perder as esperanças.

moral da historia do soldadinho de chumbo
(Foto: Bedtimeshortstories)

Veja também: Lenda do Boitatá para Educação Infantil

Além disso, ensina que limitações físicas não impedem ninguém de alcançar objetivos. E que todos devem ter respeito ao próximo, aceitando as diferenças, sem julgamentos.